segunda-feira, 3 de abril de 2017

A Meditação é a chave, a fechadura, a porta…



Não é uma prática, não é um caminho, não é um exercício, não é um movimento… É permanecer na Fonte, é permanecer no Ser, é permanecer no Coração. Isso é Meditação! Não é uma postura de respiração, não é uma postura física, não é assentar-se, deitar-se ou caminhar de uma forma especial. É, simplesmente, permanecer sem pensamentos, neste instante, agora… Sempre neste instante! Sem agitação, sem movimento, sem estar impressionado com as aparições dos sentidos. Meditação é Iluminação, é permanecer na Consciência. Quando você é Meditação e é Consciência, você é Compaixão, você é Paz, você é Amor, você é Verdade, você é Liberdade. Algo irradia de você! Está nos pés, nas mãos, no corpo, nos olhos, porque você é a Fonte, você é o Coração, você é a Presença, você é a Consciência, você é Deus!

Eu só ensino uma coisa: Ser. O centro, o coração, de minhas falas aponta somente para a Meditação. A Meditação é a chave, a fechadura, a porta… é o lado de cá e é o lado de lá. A Meditação é Iluminação! Você não medita para se iluminar, porque em seu Ser você é Iluminação, que é Meditação. Você não se assenta para meditar; a Meditação se assenta e você desaparece como entidade separada, como alguém presente na experiência do pensamento, da sensação, da emoção, de comer, de falar, de se assentar, de se deitar, de andar, de dormir, de sonhar, de se levantar da cama, de acordar...

Meditação é a suprema Felicidade, é você em seu Ser, em seu Estado Natural como pura Beleza, puro Amor, pura Liberdade… essa Totalidade, esse Todo… É todas as coisas, em toda parte, em todo lugar, em lugar nenhum, em nenhuma coisa, além de tudo… Meditação! Sem corpo, sem mente, sem mundo. Não é menina, não é menino; não é velho nem criança; não é recém-nascido nem é um senhor na beira da morte, moribundo, ou uma senhora com a respiração bastante ofegante, perto de parar; não tem nascimento, não tem morte... Meditação!

Quando o pensamento cessa, os desejos cessam e, então, você está de volta à Fonte. Não há mais o personagem, não há mais a história desse personagem com suas crendices, suas superstições, suas crenças; não há mais céu, inferno ou purgatório; não há Planeta Terra, Via Láctea, Cosmos ou Universo; não há mais esse plano material e o plano espiritual; não há o grosso e o sutil; não há o divino e profano, a matéria e o espírito… Isso é Meditação, Consciência, ausência do ego, do sentido do experimentador, e isso não tem nada a ver com as práticas de meditação que você conhece, nas quais, aparentemente, a meditação acontece e o meditador desaparece por uns instantes – dez minutos, meia hora, uma hora, duas horas de meditação ou oito horas. É só a aparência de não estar o meditador, porque o meditador está lá, guardado. 

O que estou falando não tem nada a ver com isso, com o que você pratica por aí. Estou falando do Estado Natural de permanecer desidentificado do experimentador, na experiência deste instante – a experiência pode ser de ouvir, de falar, de comer, de dormir, de sonhar, de fazer… Meditação! Permanecer em seu Ser! Olhar, ouvir, falar, caminhar, comer, assentar-se, levantar-se da cama após acordar, ir para o escritório, ir para o consultório clinicar, ir para o quartel prestar serviços, ocupar-se escrevendo um livro, ou fazer qualquer outra atividade, sem o autor da ação presente, permanecendo na desidentificação do experimentador naquela experiência. De olhos fechados ou abertos, falando ou em silêncio, permanecer sem “alguém”, sem esse sensor que compara, que julga, aceita, rejeita, acolhe, rechaça, ama, odeia, gosta, não gosta… Permanecer na simplicidade de sua Natureza Real. Então, essa Energia, essa Presença – que é Compaixão, que é Liberdade, que é Amor, que é Verdade, que é Realidade – assume o lugar Dela.

Não mais desespero, não mais medo, não mais desejo, não mais tristeza, preocupação… Você está aqui, em seu Ser. Agora, você pode ver o mundo como ele é; o belo mundo em sua Totalidade, em sua Paz, em sua Beleza. Está claro? Você vê? Deus é Um e você é Deus – Isso é Meditação, isso é Samadhi, isso é Iluminação. Permaneça em seu Ser! Ouça com atenção: PERMANEÇA EM SEU SER!

Essa sensação, nesse momento, é Deus. O que você pode ver é Deus, o que você pode ouvir é Deus. Deus em todos os momentos, Deus em tudo, Deus em nada, aqui e agora. Deus tem todos os nomes. Qual é o seu nome? É o nome de Deus. Não há surpresa para Deus. Tudo que você pensa é coisa de Deus; tudo que você sente… Qualquer coisa que você queira é o desejo de Deus. Não tem você, nunca! Você é uma ilusão, somente uma imaginação. Então, relaxe! Pare com as preocupações, pare com os medos.

Eu nasci para fazer esse trabalho, para acordá-lo da ilusão; dessa ilusão de ser uma pessoa. Eu amo toda a humanidade, todas as pessoas, todos os lugares! Eu sou o Amor! Eu não vivo para mim mesmo, eu vivo para você! Você não me entende, mas um dia você entenderá. Um dia, você estará em seu Ser, em seu Estado Natural, e você irá me entender. Todo esse trabalho, todos estes encontros comigo – centenas, milhares de Satsangs – serão como um sonho que você teve ontem.

Escute a minha voz, olhe em meus olhos, sente-se comigo e descubra, em você mesmo, o que Eu Sou, o que Você É. Segure a minha mão, continue comigo… Dance comigo e fique feliz comigo! Eu posso lhe mostrar como ser livre; eu posso lhe mostrar como ser um Sábio. Sem mais dor, sem mais tristeza, sem mais ansiedade, sem mais depressão, sem mais conflito… O mais belo sorriso na face, os olhos brilhantes… O Paraíso na Terra todos os dias!

*Transcrito a partir de uma fala durante o retiro de carnaval em fevereiro de 2017 em João Pessoa -  Acesse a nossa agenda e se programe para estar conosco. Visite nosso site: www.mestregualberto.com - Participe também de nossos encontros online - baixe o app Paltalk no computador ou smartphone - e localize a sala: satsang marcos gualberto sempre aberta às 22h de segundas, quartas e sextas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Compartilhe com outros corações